Arquivo para agosto \31\UTC 2007

31
ago
07

Preview – Liverpool x Derby County

Em partida válida pela 5ª rodada da Premier League neste sábado, o Liverpool joga contra o Derby County em Anfield Road. Os Reds estão com 7 pontos na tabela e possuem um jogo a menos do que o líder Chelsea, que possui 3 pontos a mais. Já os visitantes ainda não venceram na competição, e estão lutando para sair das últimas posições da tabela.

O Liverpool continuará tendo dois desfalques importantes: Steven Gerrard ainda está se recuperando na lesão no dedo do pé, enquanto Jamie Carragher deverá ficar de fora até o jogo da rodada seguinte contra o Portsmouth. A vitória por 4×0 contra o Toulouse na terça-feira pode influenciar na equipe para esta partida, já que jogadores como Benayoun e Kuyt jogaram muito bem. Outros, como Leto e Lucas, podem tentar uma vaga pelo menos no banco de reservas.

Pelo lado do Derby, o recém-contratado Feilhaber poderá jogar, depois de se recuperar de uma lesão. Porém, o time terá quatro desfalques: o defensor Michael Johnson e os meias Giles Barnes, David Jones e Lee Holmes. Além disso, Claude Davis e Tyrone Mears são dúvidas.

No histórico do confronto, o Liverpool venceu 64 vezes, contra 32 vitórias dos Rams e 28 empates. O jogo de amanhã será às 11h (horário de Brasília) e terá transmissão ao vivo na ESPN e TV Esporte Interativo.

Anúncios
30
ago
07

Arbeloa – Um novo Finnan?

We all dream of a team of Finnans?

Álvaro Arbeloa, o coringa. A despeito do que pode sugerir o título, não pretendo fazer comparações acerca das qualidades de ambos os jogadores, muito embora se pareçam em muitos sentidos – a começar pela posição de origem. Sinto-me no dever, contudo, de chamar a atenção dos caros reds para o polivalente espanhol, e para um fenômeno de nosso clube que dá sinais de repetição.

Por muito tempo, Steve Finnan foi uma figura desvalorizada no Liverpool. Não que estejamos levando em conta a opinião alheia (quem se importa com o que pensam os perdedores?), mas sim a dos próprios torcedores do clube. No decorrer das temporadas, no entanto, ele demonstrou uma regularidade sem igual, que lhe rendeu lugar quase constante na equipe. Não por acaso, também, os contratados para rivalizar com ele pela lateral direita (como Josemi e Kromkamp) fracassaram – e o próprio Arbeloa, o jogador em questão, fora forçado a migrar para a esquerda.

Como um Phil Neal dos novos tempos, Steve Finnan tem sido peça chave para o nosso sucesso. Mas nessa temporada, quando nos orgulhamos de um dos elencos mais completos da Europa, até mesmo ele encontrou competição a altura. Álvaro Arbeloa, proveniente do Deportivo La Coruña, chegou à equipe visto como alternativa emergencial para a lateral direita (que então contava apenas com o irlandês), após o suposto fracasso das negociações por jogadores como Daniel Alves, do Sevilha. A reação mais branda possível a sua quase imediata escalação contra o Barcelona, um dos jogos mais importantes da temporada, foi a de surpresa; no geral – e eu me incluo nesse grupo -, houve choque. Mas Arbeloa mostrou ser capaz de lidar com o desafio, não teve muitas dificuldades em parar o argentino Messi e nos ajudar na classificação.

Desde o primeiro momento, o espanhol deixou clara a sua incrível adaptabilidade. Estreou na lateral esquerda (e aqui entra o mérito de Rafa Benítez, ao confundir não só a nós, torcedores, mas principalmente o adversário), fez excelente partida e facilmente encaixou-se na nossa linha de impedimento, de falhas tão raras. No restante da temporada, fez boas partidas, outras nem tanto (como contra o Chelsea), marcou o seu primeiro gol contra o Reading e me deixou uma impressão positiva.

Para a surpresa geral, Rafa Benítez tem contado com ele em quase todos os jogos do Liverpool da temporada atual, seja na esquerda ou na direita (como anteontem contra o Toulouse). E antes que se possa conspirar sobre um possível favorecimento do treinador aos jogadores espanhóis, há de ser dito: com todo o merecimento. Arbeloa realizou partidas soberbas, sobretudo defensivamente, mas com desenvoltura ao atacar e cruzamentos precisos. Paul Tomkins comparou-o a Rob Jones – técnico, eficiente no desarme e seguro em qualquer lado da defesa.

A constância com a qual Álvaro tem se exibido ultimamente me faz lembrar justamente de Steve Finnan, e por isso empolga. Sabe-se que nem mesmo Kenny Dalglish teria lugar em todos os jogos do Liverpool na temporada sob o comando de Benítez – mas Arbeloa, longe do supremo rei escocês, prova que pode aparecer na equipe com mais frequência do que esperávamos durante a pré-temporada.

O que de mais semelhante seu excelente começo de temporada possui a Finnan, contudo, é a falta do devido reconhecimento – sua desvalorização é um fenômeno que se repete com Arbeloa. Obviamente é cedo para profundas análises, e perdoe esse pobre torcedor se a euforia levar-me à precipitação; mas o coringa espanhol tem sido fantástico e merece elogios. Aplaudamos nossos jogadores quando eles merecem.

E que grande achado de Rafa!

30
ago
07

Sorteados os grupos da Champions League

Liverpool enfrenta Porto, Olympique de Marselha e Besiktas

Hoje, em Mônaco, foi realizado o sorteio da fase de grupos da UEFA Champions League. O Liverpool caiu no grupo A da competição, e enfrentará Porto, Olympique de Marselha e Besiktas. Com isso, os Reds conseguiram escapar de outros adversários fortes logo no início, como Valencia, Roma ou Sevilla.

O time que pode se considerar mais beneficiado com o sorteio é o Arsenal, que enfrentará Steaua Bucareste, Slavia Praga e o vencedor de Sevilla x AEK Atenas. Já Chelsea e Barcelona pegaram grupos difíceis, dividindo assim a alcunha de “grupos da morte”. Confira os grupos:

Grupo A:
Liverpool
Porto
Olympique Marseille
Besiktas

Grupo B:
Chelsea
Valencia
Schalke 04
Rosenborg

Grupo C:
Real Madrid
Werder Bremen
Lazio
Olympiacos

Grupo D:
Milan
Benfica
Celtic
Shakhtar Donetsk

Grupo E:
Barcelona
Lyon
Stuttgart
Glasgow Rangers

Grupo F:
Manchester United
Roma
Sporting
Dynamo Kiev

Grupo G:
Internazionale
PSV Eindhoven
CSKA Moscou
Fenerbahçe

Grupo H:
Arsenal
Sevilla ou AEK Atenas
Steaua Bucareste
Slavia Praga

30
ago
07

Notícias do blog: 23 a 29/08

  • Após marcar dois gols contra o Toulouse, Dirk Kuyt falou da competitividade dos atacantes do Liverpool, e pode ter conseguido um lugar como titular por enquanto. O holandês disse que estão todos unidos e torcendo pelos companheiros, e que são jogadores de qualidade. Ele ainda falou sobre o também atacante Peter Crouch, já que ultimamente havia sido noticiado que ele estava insatisfeito por não jogar tanto, e Kuyt disse que entende o colega e que isso poderia ter acontecido com qualquer um dos atacantes do grupo;
  • O próprio Crouch concordou com Kuyt, dizendo que eles trabalham duro pelo time e a idéia da rotatividade é não cansar excessivamente os jogadores. Ele também ressaltou a importância de passar para a fase de grupos da UCL, e do bom começo de temporada;
  • Outro que pretende brigar por posição é Jermaine Pennant. Ele jogou as primeiras rodadas da Premier League mas ontem não atuou contra o Toulouse, sendo substituído por Yossi Benayoun. Pennant também afirmou que se sente cada vez mais em casa em Anfield, e que acredita que pode ajudar bastante a equipe;
  • Por fim, o blog Liverpool Brasil presta condolências a todos os torcedores do Sevilla e aos familiares do lateral Antonio Puerta, que faleceu ontem. Puerta sentiu-se mal durante a partida contra o Getafe no último sábado, chegou a recuperar a consciência ainda no gramado, mas teve nova recaída e foi levado ao hospital. O jogador espanhol não resistiu, fato que adiou a partida entre Sevilla e AEK pela fase preliminar da UCL, que deveria ter acontecido ontem.
29
ago
07

Kuyt fever, Kuyt fever, he knows how to do it

Inspiradíssimo, o menino Dirk conduziu os Reds com grande estilo à sua 18ª Champions League. E que venha a chave de grupos! 

Reina – nessa temporada, minha grande dúvida está sendo na atribuição da nota de Pepe. Explico: como a bola quase não chega pra ele, ele não trabalha. Como não trabalha, não tem por que dá nota alta. Mas também não tem por que dar nota baixa. Então, vai 7,5 sempre, pra ficar na média!. Nota: 7,5 

Arbeloa – durante boa parte do jogo, ele esteve mais recuado, enquanto Riise subia mais ao ataque. Quando necessário, salvou uma bola importante lá atrás. Nota: 8 

Hyypiä – a classe em pessoa. Poderia jogar de smoking, que seria o traje mais adequado. Ainda por cima, mostrou como se fazer um gol de cabeça ao estilo Sami de ser: simples, eficiente, bonito e, principalmente, com classe. Nota: 9 

Agger – mais uma vez, foi muito seguro, embora o jogo tenha sido fácil. Até se arriscou a dar uns dribles no meio de campo. Nota: 8 

Riise – em muitos momentos, jogou mais no meio do que na lateral. Isso possibilitou o deus viking mandar seus petardos poderosos contra o goleiro francês. Depois, devido à experiência de RB, passou os últimos minutos do jogo na defesa! Nota: 7,5 

Benayoun – Yossi Guerra jogou demais! Com muita vontade, querendo se manter no time, mostrou muita garra e raça, não tendo bola perdida nunca. Para completar, foi preciso nos passes e cruzamentos. Só não foi o melhor em campo por causa de um certo holandês… Nota: 9,5 

Sissoko – ganhou muita confiança após o gol de sábado. Jogou bem avançado, como se fosse armador. Aos poucos, vai aprendendo o que fazer com a bola: já acertou até lançamento! Obviamente, ainda falta muito, mas já não fica igual barata tonta quando passa da linha que divide o campo. Nota: 8 

Mascherano – o que faz um volante de contenção em um jogo no qual não precisa marcar ninguém? Nada! Nota: 7 

Leto – estreando no time titular, já começou o jogo dando pedaladas e mostrando seu talento. Na segunda etapa, sumiu do jogo. Mas foi bem para uma estréia. Nota: 7 

Crouch – mais um que mostrou muita disposição, disputando todas as bolas. Além de guardar o dele, levou perigo em outras oportunidades. Nota: 8,5 

Kuyt – começou seu repertório com um cruzamento na medida para o gol de Crouch, após driblar o marcador. Depois, deixou a torcida no quase em algumas oportunidades, nas quais não teve sorte em marcar pelo menos um gol. “Só” com isso, ele já seria melhor em campo, conforme eu pensava com meus botões enquanto fazia as anotações relativas ao jogo, ainda com 20 minutos do segundo tempo e o placar de 2-0. Então, eis que surgem dois belos gols para coroar a sua apresentação, fechando a noite com estilo. Merecidíssimo! Nota: 18 

Babel – mostrou bastante entrosamento com seu conterrâneo, além de se movimentar bastante. Nota: 7,5 

Lucas – estreou em jogos oficiais. E nem parecia estréia! Estava muito tranqüilo, acertando todos os passes, chegando até a dar um chute perigoso ao gol adversário. Te cuida, Alonso! Nota: 7,5 

Finnan – entrou como lateral esquerdo, mas ficou pouco tempo em campo para uma melhor avaliação de seu desempenho. Porém, como Finnan é a regularidade em pessoa, mereceria nota boa mesmo se nem entrasse em campo. Nota: 7 

Benítez – foi quase perfeito no jogo. Entrou com a melhor escalação, poupando um bocado de gente, e o time esteve sempre em cima do Toulouse, marcando pressão e tentando fazer os gols. Quando o time começou a se acomodar, mexeu na hora certa, dando um novo gás. E ainda fez experiências na defesa, botando Riise na zaga e Finnan na lateral esquerda. Só que ele ainda não treinou todo mundo em finalizações… Yossi e Sissoko que o digam. Nesse jogo, as trocentas chances desperdiçadas não fizeram falta no placar final. Entretanto, já perdemos dois pontos em casa na temporada devido a esse defeito, que vem desde o ano passado. Nota: 9,5 

Melhor em campo: Kuyt

Pior em campo: não teve, pois o time todo jogou bem

28
ago
07

Goleada em Anfield classifica o Liverpool

Time bateu facilmente o Toulouse e está na fase de grupos

Crouch, Hyypiä e Kuyt (2) fizeram os gols da vitória do Liverpool por 4×0 nesta terça-feira sobre o Toulouse. A goleada classificou o time para a fase de grupos da UEFA Champions League, já que o jogo de ida também tinha sido vencido pelos Reds.
Rafa Benitez entrou com uma escalação ousada para o jogo de hoje, promovendo a estréia do argentino Leto no time titular. Apesar de não contar com Gerrard e Carragher, o time pôde jogar com facilidade contra o frágil adversário francês. Aos 19 minutos, com dois desarmes seguidos de Sissoko e Benayoun no mesmo lance, a bola sobrou para Kuyt. Ele foi para cima do defensor adversário e cruzou com perfeição para Crouch marcar o primeiro gol da partida. Tanto Crouch como Kuyt tiveram depois várias chances de ampliar o placar, porém não aproveitaram.
Na segunda etapa, o Liverpool continuou pressionando. Logo no início, Hyypiä aproveitou escanteio e ampliou o placar. Depois, Benitez promoveu a estréia do brasileiro Lucas Leiva na equipe, no lugar de Sissoko. No final da partida, em jogada de holandeses, Babel deu a assistência para o gol de Kuyt. Já no último lance, Lucas iniciou a jogada que terminou com belíssima assistência de Benayoun para mais um gol de Kuyt. Resultado final, 4×0.
Com isso, o Liverpool espera o sorteio da fase de grupos da UEFA Champions League para conhecer seu adversário. No entanto, a cerimônia pode ser adiada devido ao falecimento do jogador Antonio Puerta, do Sevilla, fato que adiou a partida do clube espanhol para segunda-feira. Certo mesmo é o confronto contra o Derby County no próximo sábado, válido pela Premier League.

FICHA TÉCNICA:

Partida: Liverpool 4×0 Toulouse
Local: Anfield Road, em Liverpool
Público: 43.118 pessoas
Árbitro: Wolfgang Stark
Jogadores:
Liverpool – Reina, Arbeloa, Hyypiä, Agger (Finnan), Riise, Benayoun, Sissoko (Lucas), Mascherano, Leto (Babel), Kuyt, Crouch;
Toulouse – Douchez, Cetto, Ilunga, Paulo César, Mathieu (Moussa Sissoko), Dieuze, Fofana, Sirieix, Elmander, Emana (Fabinho), Gignac (Bergougnoux).

Gols: Crouch (19′), Hyypiä (49′), Kuyt (87′), Kuyt (90′)
Cartões Amarelos: nenhum
Cartões Vermelhos: nenhum

27
ago
07

Preview – Liverpool x Toulouse

Nesta terça-feira, o Liverpool recebe o Toulouse, pela 3ª fase preliminar da UEFA Champions League. O jogo de ida foi vencido pelos Reds na casa do adversário, por 1×0 com gol do ucraniano Voronin. Com isso, o time pode até empatar em Anfield que estará classificado para a fase de grupos.

O time terá dois desfalques importantíssimos: Gerrard e Carragher. O primeiro continua com uma lesão no pé, causada no primeiro jogo contra o Toulouse. Já o zagueiro quebrou uma costela na partida do último sábado, em Sunderland. Pelo menos a boa notícia foi que o também zagueiro Hyypiä não teve seu nariz fraturado como alguns acreditavam  e deverá formar a dupla de zagueiros com Agger. Além disso, esse jogo pode marcar a estréia do brasileiro Lucas Leiva, que poderá ganhar uma chance no banco de reservas.

Pelo lado francês, os únicos desfalques serão Dominique Arribage, Daniel Congre e Albin Ebondo. A partida deverá marcar novamente o curioso duelo particular entre Moussa Sissoko, do time violeta, e Momo Sissoko, do Liverpool. Ambos usam a camisa 22 em seus times, e são volantes.

A partida será transmitida às 16h (horário de Brasília), pela ESPN Brasil.