01
set
07

Em grande estilo

Numa atuação impressionante, na qual todo o time jogou muitíssimo bem, o Liverpool mostrou para todos que não está para brincadeiras essa temporada! Se continuar a jogar como nesses 6 primeiros jogos, dificilmente não ganhará, pelo menos, um título em maio. Após um começo sem muita criatividade, os jogadores foram se encontrando em campo, e criando oportunidades sucessivas. Ao todo, foram seis gols, fora o baile. Entretanto, o grande destaque nesse início de temporada tem sido a regularidade: em 6 jogos, por 6 vezes o Liverpool terminou o primeiro tempo na frente, 5 delas por 1-0. Não fosse o Rob Styles, seriam 6 vitórias. 

Reina – hoje, teve que fazer uma defesa (no único chute a gol do Derby) para garantir sua nota. E que defesa! Fora isso, assistiu à partida em um lugar privilegiado. Nota: 7,5 

Finnan – quando parece que ele não pode mais nos surpreender, eis que ele surge com algumas arrancadas de nos deixar boquiabertos! Ainda por cima, estreou seu filme novo no Sinama (cinema)! Grande Finnan! Nota: 8 

Hyypiä – a única vez que foi exigido em campo foi durante o cara ou coroa.  E ganhou! Além disso, fez alguns lançamentos pro Torres, que apanhava feio dos zagueiros brucutus. Nota: 7 

Agger – além de ser supremo na zaga, subiu ao ataque como se fosse um meia de criatividade, e quase fez um golaço logo no comecinho do jogo. Obviamente, todos os freqüentadores do Brondbystadion já conheciam todas as suas qualidades… Nota: 8,5 

Arbeloa – excelente jogada no gol de Babel! Como Yossi Guerra frisou bem em sua coluna no meio da semana, o espanhol vem crescendo a cada partida. E, como eu vinha frisando, está se tornando completo, pois continua com suas atuações supimpas lá atrás, na marcação. Nota: 8,5 

Pennant – soberbo, sublime, explêndido, espetacular e excepcional. Não apenas pela partidaça de hoje, mas pelo seu desenvolvimento impressionante desde o começo do ano. Chamou o jogo para si, sendo bastante incisivo e dando dribles desconcertantes. Mesmo com a troca para a left wing, continuou jogando tão bem quanto em sua posição “de origem” Nota: 10 

Alonso – atuou livre, devido à entrada de Mascherano no time titular. Sem seu amigo Gerrard, era o único responsável por criar as jogadas pelo meio do campo. Estava meio apagado até fazer o golaço de falta. Pode não ter tido a intenção de chutar, mas a curva venenosa que ele botou na bola foi algo de outro mundo. No segundo tempo, outro golaço. E perdeu um gol quase feito. Mas foi num chute tão bonito, que o lance ficou perfeito mesmo sem a bola entrar. O maestro está de volta! Maxi-totoso! Nota: 14 

Mascherano – só pela bola roubada para o primeiro gol de Torres, sua atuação já teria valido. Todavia, apareceu na frente para chutar, e participou bem ofensivamente. Como ponto negativo, perdeu uma bola e teve que fazer uma falta, que quase resultou em gol. Nota: 8,5 

Babel – começou o jogo meio nervoso, reclamando dos companheiros sempre que ninguém tocava a bola para ele. Depois que inverteu as posições com Pennant, fez seu golaço, após uma jogada iniciada com o lançamento incrível de Agger, passando pelos pés de Arbeloa, que driblou o adversário e rolou com carinho para o holandês. Então, o toque de categoria que, com um drible só, limpou dois marcadores. Para finalizar a obra de arte, um chute excepcional, mostrando muita frieza na hora de finalizar. Nota: 8 

Torres – perigoso desde o começo, já mostrou perigo numa cabeçada plasticamente maravilhosa. Continuou mostrando seu arsenal futebolístico roubando bolas no meio de campo. No segundo tempo (assim como no primeiro), apanhou um bocado dos zagueiros, mas não se intimidou. Então, apareceu a estrela do artilheiro: após a roubada magnífica de Masch, deu um belo drible nos defensores e finalizou com precisão estilo Fowler. Perdeu um gol feito um minuto depois, mas se redimiu mostrando todo o seu oportunismo para fechar o caixão do Derby. Nota: 10 

Kuyt – não é porque foi o único atacante a não marcar gol que ele tenha tido uma partida ruim. Apesar de perder dois gols feitos em seqüência, estando sozinho na área em ambas as oportunidades, driblou muito mais que Bichiano Ronaldo ou o Foca de Circo Gaúcho, quase fez um golaço, e mostrou seu repertório de sempre: muita raça e disposição, sem descanso durante os 90 minutos. Nota: 8,5 

Benayoun – entrou bem no jogo, criando jogadas pelo meio e sofreu um pênalti antes do segundo gol de Alonso. Fora isso, conversou bastante tempo com Rafa, enquanto esteve no banco, segundo me confidenciou o próprio, em entrevista pós-jogo.  Nota: 7 

Voronin – oportunista ao extremo, fez um gol assim que entrou, após um lançamento magnífico de Torres para Kuyt. Depois, ainda deu o passe do segundo gol de Fefe. Nota: 7,5 

Sissoko – entrou só para dar um tchauzinho para as câmeras. Nota: sem nota 

Benítez – mesmo com um adversário fraco, entrou com força total para o jogo, sem menosprezar a fragilidade do Derby. Mais uma vez, fez com que o time jogasse o tempo todo em cima, pressionando a saída do adversário e roubando muitas bolas. Um avanço: o time não perdeu tantos gols, aproveitando muito bem as oportunidades criadas. Depois, ainda testou uma formação de 4-3-3, com Sissoko-Alonso-Benayoun no meio e Kuyt-Torres-Voronin na frente. Nota: 10 

Melhor em campo: Alonso

Segundo melhor em campo: Torres

Terceiro melhor em campo: Pennant

Anúncios

0 Responses to “Em grande estilo”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: